Português   English   Español

Bolsonaro defende combate à hanseníase no Brasil

Bolsonaro defende combate à hanseníase no Brasil
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

O Brasil é um dos países com a maior incidência da hanseníase no planeta. Bolsonaro defendeu um maior combate à doença.


Durante uma transmissão ao vivo em sua página no Facebook, nesta segunda-feira (8), o presidente da República, Jair Bolsonaro, defendeu o enfrentamento da hanseníase no Brasil.

Bolsonaro estava ao lado do ministro da Saúde, Henrique Mandetta, e do presidente da Fundação Nippon, o japonês Yohei Sasakawa, que lidera um trabalho internacional de prevenção e tratamento da doença.

Os ministros Ernesto Araújo (Relações Exteriores) e Damares Alves (Mulher, Família e Direitos Humanos) também acompanharam a transmissão.

Segundo a agência EBC, Bolsonaro declarou:

“No Brasil, cada grupo de 10 pessoas, 1,3 tem hanseníase. Estamos fazendo as contas aqui, nós devemos ter mais de 100 mil pessoas com hanseníase no Brasil, no momento. Isso acontece junto às pessoas mais pobres.”

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), mais de 200 mil novos casos da doença são detectados em todo o mundo, a cada ano, sendo que Brasil, Índia e Indonésia concentram 80% desse total.

Ainda segundo a entidade, o Brasil respondeu por 93% dos 29.101 casos detectados em 2017.

Mandetta deu dicas de como identificar possíveis sintomas da doença e pediu atenção das famílias para o problema:

“Fiquem atentos, uma pequena mancha na pele, pode ser na mão, no braço, em qualquer lugar do corpo. E essa mancha com menor sensibilidade. Pegue uma caneta, um lápis, aperte. Muitas vezes, na mancha da hanseníase, a pessoa não sente a pressão da ponta da caneta, é uma mancha com baixa sensibilidade. Procure uma unidade básica de saúde, pode ser hanseníase, os exames vão ser feito.”

Curta e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on reddit
Share on linkedin
Share on vk

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...