Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Bolsonaro defendeu a liberdade de expressão, diz Mourão

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Mourão defende novos decretos das armas editados por Bolsonaro

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, criticou a decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, de pedir o fechamento de contas de pessoas favoráveis ao governo Jair Bolsonaro nas redes sociais.

De acordo com Mourão, ao recorrer à Advogacia Geral da União (AGU) contra a medida determinada por Moraes, o presidente da República, Jair Bolsonaro, apenas defendeu a Constituição do Brasil.

“Tudo que vai contra a liberdade eu acho que não está correto. Foi esse o motivo que levou o presidente, como chefe de estado, a solicitar a AGU que entrasse com liminar contra essa medida do ministro Moraes.”

Segundo o portal R7, Mourão acrescentou:

“Como chefe de estado ele tem dever de defender a constituição e uma das cláusulas é a liberdade de expressão”.

E completou:

“Os crimes que porventura uma pessoa que se manifeste pela internet ou pelas redes sociais (cometa) estão muito bem tipificados no nosso código penal, a calúnia, a difamação. Então existem os instrumentos para isso, e você não precisa cercear o direito da pessoa se expressar. Eu acho que a gente passa a entrar em um terreno pantanoso que é o terreno da censura.”

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email