Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Bolsonaro demite ministro do Turismo após atrito com Ramos

O presidente da República, Jair Bolsonaro, demitiu, nesta quarta-feira (9), o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio. Em mensagem divulgada em grupo de ministros na noite desta terça-feira (8), Álvaro Antônio acusou o general Luiz Eduardo Ramos, ministro-chefe da Secretaria de Governo, de oferecer cargos para o bloco político conhecido como “Centrão”. “Não me admira o Sr Ministro Ramos ir ao PR pedir minha cabeça, a entrega do Ministério do Turismo ao Centrão para obter êxito na eleição da Câmara dos Deputados”, disse Álvaro Antônio no texto. A mensagem irritou Bolsonaro, que, mais cedo, convocou o ministro e comunicou sua demissão. Álvaro Antônio já estava na lista de ministros que poderiam deixar o governo federal numa possível reforma ministerial prevista para o início de 2021. A mensagem precipitou a queda. Em conversa com apoiadores na entrada da residência oficial do Palácio da Alvorada, na noite de hoje, Bolsonaro disse que o atual presidente da Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo (Embratur), Gilson Machado, será o novo ministro do Turismo.
COMPARTILHE

Álvaro Antônio acusa o general Ramos de pedir sua cabeça a Bolsonaro.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, demitiu, nesta quarta-feira (9), o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio

Em mensagem divulgada em grupo de ministros na noite desta terça-feira (8), Álvaro Antônio acusou o general Luiz Eduardo Ramos, ministro-chefe da Secretaria de Governo, de oferecer cargos para o bloco político conhecido como “Centrão”. 

“Não me admira o Sr Ministro Ramos ir ao PR pedir minha cabeça, a entrega do Ministério do Turismo ao Centrão para obter êxito na eleição da Câmara dos Deputados”, disse Álvaro Antônio no texto. 

A mensagem irritou Bolsonaro, que, mais cedo, convocou o ministro e comunicou sua demissão.  

Álvaro Antônio já estava na lista de ministros que poderiam deixar o governo federal numa possível reforma ministerial prevista para o início de 2021. A mensagem precipitou a queda. 

Em conversa com apoiadores na entrada da residência oficial do Palácio da Alvorada, na noite de hoje, Bolsonaro disse que o atual presidente da Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo (Embratur), Gilson Machado, será o novo ministro do Turismo. 

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários

PUBLICIDADE