Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Bolsonaro não convida Cuba e Venezuela para sua posse

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Bolsonaro não convida Cuba e Venezuela para sua posse

Por solicitação da equipe de Jair Bolsonaro, o Itamaraty enviou novos comunicados às ditaduras de Cuba e Venezuela os desconvidando para a cerimônia de posse do presidente eleito.

A cerimônia de posse do futuro presidente Jair Bolsonaro acontecerá no dia 1.º de janeiro, em Brasília, e contará com a participação de líderes internacionais, entre eles o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu.

Os termos são protocolares. A sinalização inicial foi chamar todos os países com os quais o Brasil mantém relações diplomáticas – razão pela qual o convite foi feito.

Mas houve mudança de posição, o que levou o Itamaraty a enviar uma segunda comunicação aos representantes dos dois países os desconvidando para a cerimônia, registra o “Estadão“.

Em mensagem enviada pelo Twitter, em um claro recado às ditaduras de Cuba e Venezuela, o presidente eleito disse que “regimes que violam as liberdades de seus povos […] não estarão na posse presidencial em 2019”.

Ainda neste domingo (16) na mesma rede social, conforme noticiou a Renova, o futuro chanceler brasileiro Ernesto Araújo disse que não havia “lugar para Maduro numa celebração da democracia”.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email