Bolsonaro destaca importante decisão do TRF-1 sobre caso Adélio

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

“Não desejamos descobrir o conteúdo da defesa, mas elucidar o crime, como vítima e por questão de segurança nacional”, escreveu Bolsonaro.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, disse, nesta segunda-feira (16), que o Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1) pode ser decisivo, nesta quarta (18), para “chegar aos mandantes da tentativa de assassinato” sofrida durante comício em Juiz de Fora, interior de Minas Gerais, no dia 6 de setembro de 2018.

Como explicado pelo chefe do Executivo em mensagem no Twitter, o material apreendido pela Polícia Federal (PF) no endereço de um dos advogados do esfaqueador ainda não foi periciado por decisão liminar concedida para a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

“Sete desembargadores decidirão a questão. Não desejamos descobrir o conteúdo da defesa, mas elucidar o crime, como vítima e por questão de segurança nacional”, completou Bolsonaro.

Na última sexta-feira (13), a Advocacia Geral da União (AGU) pediu à Justiça a retomada da investigação que busca descobrir quem financia a defesa do extremista Adélio Bispo de Oliveira.

A AGU argumenta que Adélio não sabe quem está arcando com as despesas dos advogados e afirmou que amigos e parentes não teriam condições financeiras para assumir o custo. Portanto, o financiador não teria relação com o esfaqueador de Bolsonaro.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.