Bolsonaro diz que Brasil ajudará migrantes, mas sem ferir sua soberania

Idiomas:

Português   English   Español
Bolsonaro diz que Brasil ajudará migrantes, mas sem ferir sua soberania
TARCISO MORAIS
TARCISO MORAIS
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Bolsonaro confirmou na manhã desta segunda-feira (9) a saída do Brasil do Pacto Global para Migração Segura, Ordenada e Regular.


Após confirmar a revogação da adesão do Brasil ao pacto das Nações Unidas, o presidente Jair Bolsonaro disse que o país não fechará as portas para “os que precisam”.

Em duas mensagens publicadas no seu perfil oficial no Twitter, ele afirmou que o processo de imigração precisa ser submetido a critérios e regramento.

Bolsonaro declarou:

Jamais recusaremos ajuda aos que precisam, mas a imigração não pode ser indiscriminada. É necessário critérios, buscando a melhor solução de acordo com a realidade de cada país. Se controlamos quem deixamos entrar em nossas casas, por que faríamos diferente com o nosso Brasil?

O presidente ainda aproveitou para defender a soberania do país:

A defesa da soberania nacional foi uma das bandeiras de nossa campanha e será uma prioridade do nosso governo. Os brasileiros e os imigrantes que aqui vivem estarão mais seguros com as regras que definiremos por conta própria, sem pressão do exterior.

O Brasil se juntou a um seleto grupo de nações que também rejeitaram a interferência das Nações Unidas na sua soberania.

Além do governo Bolsonaro, Estados Unidos, Israel, Chile, Austrália, e outras nações também disseram NÃO para o pacto migratório da ONU.

Newsletter RENOVA

Receba gratuitamente as principais notícias do Brasil e do Mundo por email.

Curta e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on reddit
Share on vk

Deixe seu comentário...

Veja também...