Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Bolsonaro diz que COAF pode terminar no Banco Central

Bolsonaro diz que COAF pode terminar no Banco Central
COMPARTILHE

Conselho que atua no combate à lavagem de dinheiro atualmente é da alçada do Ministério da Economia.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, afirmou, nesta sexta-feira (9), que o governo avalia tirar o Conselho de Atividades Financeiras (COAF) do Ministério da Economia.

A intenção é colocar o órgão na estrutura do Banco Central. Segundo Bolsonaro, a medida serviria para livrar o órgão do “jogo político”.

O posicionamento de Bolsonaro está em concordância com o ministro da Economia, Paulo Guedes, que quer dar celeridade ao projeto que dá autonomia ao Banco Central e, com isso, garantir uma “blindagem política ao COAF”.

Ao deixar a residência oficial do Palácio da Alvorada, na manhã de hoje, segundo o site G1, Bolsonaro declarou:

“É natural, em indo para Economia, que tenha alguma mudança. O que nós pretendemos é tirar o COAF do jogo político, pretendemos.”

Questionado se o órgão poderá ser vinculado ao Banco Central, o presidente confirmou a possibilidade:

“Exatamente, já está sabendo, é vincular ao Banco Central. Tudo onde tem política, mesmo sendo bem-intencionado, sempre sofre pressões de um lado ou de outro. A gente quer evitar isso daí. Isso não é desgaste para mim nem para o Moro. COAF lá, porventura, caso vá para o Banco Central vai fazer o seu trabalho sem qualquer suspeição de favorecimento político.”

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários