Bolsonaro diz que ligação da portaria não foi pra sua casa

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

“Não foi para a casa minha e a voz que se apresenta está muito longe de ser a minha”, disse Bolsonaro.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, afirmou que obteve uma evidência de que o porteiro não ligou para a sua casa no dia do assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL).

O chefe do Executivo pediu ao filho, o vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ), que buscasse os registros de chamadas do condomínio onde morava.

Após participar de um evento do conselho de comércio da Arábia Saudita, Bolsonaro declarou:

“O meu filho foi na portaria e pegou os registros de voz, inclusive para aquele horário onde foi feita a ligação. Não foi para a casa minha e a voz que se apresenta está muito longe de ser a minha.”

Segundo depoimento do porteiro onde Bolsonaro morava no ano passado, Elcio Queiroz, um dos suspeitos do assassinato de Marielle, teria entrado na portaria do condomínio no dia da morte da psolista e registrado que iria à casa 58, onde mora Bolsonaro.

Em vídeo publicado nas redes sociais, Carlos apresentou o registro de ligações da portaria do condomínio. Não há dados que comprovem as informações ditas pelo porteiro em depoimento à Polícia Civil do Rio.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.