PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Bolsonaro diz que pode retirar Brasil do Acordo de Paris se eleito

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Bolsonaro pode seguir os passos de Donald Trump e, caso seja eleito presidente, retirar o Brasil do Acordo de Paris. Segundo o candidato do PSL, o acordo fere a soberania do país.

O candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, disse nesta segunda-feira (3) que pode retirar o Brasil do Acordo de Paris de combate às mudanças climáticas.

Bolsonaro, que em diversas áreas tem um discurso semelhante ao do presidente americano, Donald Trump, que retirou os Estados Unidos do pacto global do clima, afirmou que é desfavorável ao acordo porque o Brasil teria que “pagar um preço caro” para atender às exigências. Segundo ele, o acordo fere a soberania do país.

O candidato que lidera as pesquisas de intenção de voto da corrida presidencial declarou:

O que está em jogo é a soberania nacional, porque são 136 milhões de hectares que perdemos ingerência sobre eles.

E acrescentou:

Eu saio do Acordo de Paris se isso continuar sendo objeto. Se nossa parte for para entregar 136 milhões de hectares da Amazônia, estou fora sim.

Em junho deste ano, os EUA saíram do acordo por decisão de Trump, que havia prometido retirar o país do pacto internacional durante sua campanha presidencial.

Bolsonaro disse que, se eleito, pretende levar ao Congresso um debate sobre a demarcação de terras indígenas e autorização para a titularização das terras e exploração comercial de áreas protegidas que são ocupadas por indígenas e quilombolas.

O capitão reformado declarou:

Tem muita reserva superdimensionada e os índios querem fazer na terra o que os fazendeiros fazem na deles. Queremos titularizar áreas indígenas e quilombolas também. No que depender de mim, lógico que tem que passar pelo Parlamento (a aprovação para exploração comercial nessas áreas).

 

Adaptado da fonte Reuters Brasil
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Encontrou um erro?

Para comunicar um erro de português, de informação ou técnico, preencha o formulário abaixo.