Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Bolsonaro diz que taxa Selic ‘deve chegar a 4,5%’

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Bolsonaro diz que taxa Selic ‘deve chegar a 4,5%’
COMPARTILHE

A próxima reunião do Copom (Comitê de Política Monetária) está marcada para o dia 10 de dezembro.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, afirmou, nesta segunda-feira (2), que a Selic — taxa básica de juros — deve sofrer um novo corte e cair de 5% para 4,5%

Durante evento da Caixa Econômica Federal, em uma conversa de improviso com funcionários da instituição bancária, Bolsonaro fez uma referência ao governo da ex-presidente Dilma Rousseff:

“Eu não entendo de economia, não. Aquela que entendia está pagando uma conta altíssima. Também, naquela época, reduziu a taxa de juros na canetada. Hoje, sem canetada, está em 5%, deve chegar a 4,5%.”

O presidente da Caixa, Pedro Guimarães, acrescentou que caso a Selic sofra um novo corte, haverá novas reduções tanto na taxa do cheque especial como no rotativo do cartão de crédito.

De acordo com o jornal Folha de S.Paulo, Bolsonaro completou:

“Sem qualquer interferência por parte do presidente, e por iniciativa própria, Pedro Guimarães está fazendo um bom trabalho, obrigando outros bancos a seguirem seu exemplo de administração.”

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram