Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Bolsonaro é alvo de ataques dos autodenominados conservadores

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Bolsonaro é alvo de ataques dos autodenominados conservadores
COMPARTILHE

Jornais costumam rotular Bolsonaro como um dos principais representantes da extrema direita.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, é classificado pela quase totalidade dos jornais nacionais e internacionais como um político conservador.

Outros veículos de informação costumam rotulá-lo como um dos principais representantes da extrema direita.

No entanto, após indicar o desembargador Kassio Nunes Marques para a vaga aberta pelo ministro Celso de Mello no Supremo Tribunal Federal (STF), o chefe do Executivo passou a ser alvo de ataques nas redes sociais por parte de autodenominados conservadores.

“Haveremos de encontrar um candidato verdadeiramente conservador”, disse um apoiador ao comentar uma reportagem publicada, nesta sexta-feira (2), pela RenovaMídia.

“Traiu a verdadeira direita”, disse outro apoiador, sem especificar quem seriam os membros desse seleto grupo de direitistas.

“Temos que pensar em um candidato conservador para 2022. Bolsonaro já cagou no pau”, escreveu mais um suposto apoiador.

Outros passaram a comparar Bolsonaro ao ex-presidente e ex-presidiário, Lula da Silva (PT).

“FODA-SE virou um Lula 2.0”, disse Anderson. 

“Lula da ‘direita’, devolve o Brasil pra família imperial, melhor coisa a se fazer”, disse Roberto.

“O senhor é um Lula de direita, mas não a direita boa, e sim a direita que só sabe xingar e não debate. Quem prepara o terreno pra volta do PT é o seu governo. Seu traidor maldito!”, escreveu Afonso.

Os comentários citados acima são alguns dos mais contidos. A quantidade de xingamentos e ofensas direcionadas ao presidente da República é incalculável.

Horas atrás, em interação com apoiadores na parte externa do Palácio da Alvorada, em Brasília, Bolsonaro afirmou que está “chateado” com “o pessoal que me apoia lá virando as costas”.

“Eu não sei se vou ser candidato em 2022. Se não for, esses que estão me criticando vão ter excelentes opções: o Haddad, o Ciro, a Marina”, disse Bolsonaro.

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram