Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Bolsonaro espera poupar R$ 10 bi com MP do pente-fino do INSS

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Bolsonaro espera poupar R$ 10 bi com MP do pente-fino do INSS
COMPARTILHE

O mutirão de revisões em benefícios do INSS está previsto para durar até 2020, podendo ser prorrogado até 2022.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, sancionou, nesta terça-feira (18), a Medida Provisória 871, que visa combater fraudes em benefícios do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

A MP foi apresentada pelo governo em janeiro e aprovada pelo Congresso no início de junho.

Segundo o governo, inicialmente, o pente-fino tem como alvo 5,5 milhões de benefícios, e a previsão é economizar até R$ 9,8 bilhões.

De acordo com a medida, os primeiros afetados serão quem recebe algum dos benefícios por incapacidade — doença ou invalidez — e está há mais de seis meses sem passar por uma revisão.

Essas pessoas devem ser convocadas pelo pente-fino e podem perder o benefício caso não cumpram as exigências.

Para evitar isso, a indicação de especialistas é já deixar a documentação e os laudos médicos em dia, manter dados pessoais, como endereço, atualizados no INSS e ficar atento aos principais canais de contato para não perder uma eventual convocação.

Se houver algum indício de irregularidade, o trabalhador ou aposentado será notificado e tem 30 dias para apresentar sua defesa, com os documentos adicionais ou de suporte solicitados, informa o site UOL.

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram