Português   English   Español

Bolsonaro falou sobre Queiroz em entrevista ao SBT

Bolsonaro falou sobre Queiroz em entrevista ao SBT
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

“Ele falou que vendia carros. Eu sei que ele fazia rolo”, afirmou o novo presidente da República.


Em sua primeira entrevista como presidente, Jair Bolsonaro falou sobre o ex-assessor de seu filho Flávio Bolsonaro, na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj).

Fabrício Queiroz foi apontado pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) como responsável por uma movimentação financeira atípica em suas contas bancárias.

Segundo o “Metrópoles“, o presidente declarou:

Sempre gozou de toda a minha confiança. E mais de uma vez emprestei dinheiro para ele, como emprestei para outros funcionários. Não vejo nada de mal nisso. E não cobro juros. Ele falou que vendia carros. Eu sei que ele fazia rolo. Mas quem vai ter que responder é ele.

Bolsonaro acrescentou:

O Coaf fala em movimentação atípica, mas isso não quer dizer que seja ilegal, irregular. Pode ser outra coisa. Mas temos que deixar bem claro: não são R$ 1,2 milhão. São R$ 600 mil. Agora, se tiver algo errado, que pague a conta quem cometeu esse erro. Mas nesse pente-fino que o Coaf passou na Câmara pegou 17 funcionários com movimentações atípicas. Teve quem movimentou até R$ 40 milhões e ninguém fala disso.

E concluiu:

Mas é preciso reconhecer: quebram o sigilo bancário dele sem autorização judicial… E a exposição [do caso] foi para me atingir, mas tudo bem.

Contudo, Bolsonaro afirmou não querer contato com Fabrício Queiroz até que ele esclareça sua situação – e transações bancárias – ao Ministério Público do Rio de Janeiro, que abriu investigação sobre as denúncias apontadas pelo Coaf.

Curta e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on reddit
Share on vk

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...