Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Bolsonaro foi induzido ao erro por jornalistas, diz Ramos

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Bolsonaro foi induzido ao erro por jornalistas, diz Ramos

General diz que Bolsonaro foi “induzido ao erro” por jornalistas ao apontar “equívoco” em seu depoimento.

O ministro-chefe da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, comentou, nesta quarta-feira (13), sobre o comentário do presidente da República, Jair Bolsonaro, na saída do Palácio da Alvorada, na manhã de hoje.

Indagado por jornalista sobre supostas versões divergentes entre o discurso de Ramos e de Bolsonaro acerca da Polícia Federal (PF), o chefe do Executivo respondeu:

“Ramos se equivocou. Mas como é reunião, eu tenho o vídeo. O Ramos, se ele falou isso, se equivocou.”

Na tarde de hoje, em entrevista ao jornal Estadão, o general Ramos disse que que o presidente Bolsonaro foi “induzido ao erro” ao apontar “equívoco” em seu depoimento à PF:

“A pergunta induziu ele [Bolsonaro] ao erro. Eu falo de Polícia Federal na hora que ele está reclamando dos relatórios de inteligência da Abin, das Forças Armadas e da Polícia Federal. Está no meu depoimento. Ele entendeu na pergunta que eu tinha falado de Polícia Federal na hora que falou de substituição. Não é verdade.”

O ministro-chefe ainda afirmou que o ex-ministro Sergio Moro encarou as declarações de Bolsonaro na reunião ministerial do dia 22 de abril por um contexto diferente:

“Ele usou como exemplo: ‘Lá no Rio de Janeiro a minha segurança pessoal, que é do Gabinete de Segurança Institucional, se eu quisesse trocar o chefe eu trocaria. Se não resolvesse eu trocaria o ministro’. E o ministro é o general Heleno.”

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email