Bolsonaro indica ‘braço-direito’ de Ramagem para comando da PF

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

A nomeação de Rolando é vista como uma alternativa do presidente para manter a influência de Ramagem.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, nomeou o delegado Rolando Alexandre de Souza para o cargo de diretor-geral da Polícia Federal (PF).

A nomeação foi publicada em edição extra do “Diário Oficial da União”.

Rolando foi superintendente da PF em Alagoas entre 2018 e 2019. Em setembro de 2019, a convite de Alexandre Ramagem, assumiu o cargo de secretário de Planejamento e Gestão da Agência Brasileira de Inteligência (Abin).

Na PF, Rolando também foi chefe do Serviço de Repressão a Desvio de Recursos Públicos e ocupou cargos de chefia na Divisão de Combate a Crimes Financeiros e na superintendência em Rondônia.

Ramagem era a primeira opção do presidente para chefiar a PF, mas a indicação foi barrada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.