Português   English   Español

Bolsonaro não descarta mais militares no governo

O presidente eleito Jair Bolsonaro não descartou a possibilidade de indicar mais militares para o cargo do primeiro escalão de seu governo.

Questionado sobre a possibilidade de novas indicações militares, como noticiou a FolhaJair Bolsonaro respondeu:

É possível. Quando o PT escalava terrorista, ninguém falava nada.

Nesta terça-feira (27), o presidente eleito indicou o quinto militar como ministro de governo, o ex-diretor do DNIT Tarcísio de Freitas, que já foi engenheiro do Exército, instituição que deixou quando era capitão.

Além dele, Bolsonaro já escolheu um general da reserva para seu vice, Hamilton Mourão e outros dois para ministérios que ficam no Palácio do Planalto: Augusto Heleno, para o GSI (Gabinete de Segurança Institucional) e Carlos Alberto dos Santos Cruz, como chefe da Secretaria de Governo.

Entre militares, o capitão reformado do Exército escolheu ainda o astronauta Marcos Pontes para a pasta de Ciência e Tecnologia, que é tenente-coronel da Aeronáutica.

Para a Defesa, que seria inicialmente ocupada por Heleno, ele indicou o general da reserva Fernando Azevedo e Silva.

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter