Português   English   Español

Bolsonaro pedirá investigação da própria campanha ao TSE

Bolsonaro pedirá investigação da própria campanha ao TSE

O candidato PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, quer mostrar que não tem nenhum envolvimento com o suposto escândalo do WhatsApp denunciado em reportagem da Folha.

O Antagonista apurou que os advogados de Jair Bolsonaro (PSL) vão protocolar nesta segunda-feira (22) no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) pedido para que a própria campanha do presidenciável seja investigada no caso do WhatsApp.

Neste domingo (21), em coletiva de imprensa, a presidente do Tribunal, Rosa Weber, minimizou a importância da denúncia do PT com base na reportagem da Folha. Demonstrando indignação, o petista Fernando Haddad deu a entender que a ministra está se sentindo ameaçada pelas Forças Armadas do Brasil.

O objetivo de Bolsonaro ao pedir para o TSE investigar sua própria campanha é demonstrar seu compromisso com a legalidade, afastando suspeitas levantadas pela matéria da Folha.

Na noite de sexta-feira (19), a campanha do capitão reformado do Exército também foi ao TSE contra o jornal para pedir direito de resposta, mas a ação foi negada neste domingo (21) pelo ministro Sérgio Banhos, conforme noticiou a Renova Mídia.

Deixe seu comentário

Veja também...