Bolsonaro pode rever MP do COAF para corrigir falhas

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Segundo Bolsonaro, o objetivo da MP é diminuir o caráter político na condução dos trabalhos do grupo.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, afirmou, nesta terça-feira (20), que poderá corrigir possíveis erros na Medida Provisória (MP) que transfere o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (COAF) para o Banco Central (BC).

“Se tiver qualquer falha no decreto, eu reedito. Sem problema nenhum”, disse o presidente ao ser questionado sobre trecho da medida que revoga o dispositivo (artigo 16) da lei que criou o Coaf (Lei nº 9.613/1998) sobre a composição do conselho.

De acordo com o artigo, o conselho deveria ser integrado por “servidores públicos de reputação ilibada e reconhecida competência”.

“Até o momento, como eram as indicações? Eram 100% políticas ou não? Eram 100% políticas. Então, qualquer falha do decreto (MP), eu reedito, sem problema nenhum”, acrescentou Bolsonaro.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.