Português   English   Español

Bolsonaro prestigia cerimônia de troca de comando na Marinha

Bolsonaro prestigia cerimônia de troca de comando na Marinha
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

O atual comandante da Marinha destacou a importância de proteger o território nacional e as riquezas naturais na terra e no mar.


O novo comandante da Marinha do Brasil, almirante de esquadra Ilques Barbosa Júnior, assumiu o cargo na manhã desta quarta-feira (9).

O militar foi nomeado pelo presidente Jair Bolsonaro, que prestigiou a cerimônia de transmissão do cargo.

Bolsonaro chegou à transmissão de cargo a bordo da lancha “Amazônia”, que pertence à Presidência.

A embarcação levou cerca de 15 minutos no trajeto entre o Palácio da Alvorada, onde Bolsonaro mora desde a semana passada com a família, e o Clube Naval, registra o “UOL“.

O vice-presidente da República, general Hamilton Mourão, também participou da cerimônia, mas, assim como Bolsonaro, não discursou durante o evento.

Ao deixar o posto, o almirante de esquadra Eduardo Barcellar afirmou que o Brasil tem longos de desafios na área marítima e precisa manter sua capacidade bélica.

Segundo informações do “Correio Braziliense“, Barcellar enfatizou:

O Brasil é um dos países com melhor aproveitamento do uso das águas. Estamos entre os maiores produtores de petróleo em alto mar. Temos que manter as capacidades de defesa do nosso país, que com certeza serão desafiados.

O novo comandante Ilques Barbosa acrescentou:

A situação internacional atual exige prontidão permanente. Principalmente quando levada em consideração as nossas riquezas naturais. A Amazônia Azul, que corresponde a 52% do nosso território continental, nossos minérios e o agronegócio devem ser defendidos.

Curta e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on reddit
Share on linkedin
Share on vk

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...