Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch
Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch

Bolsonaro promete modificações nos livros didáticos em 2021

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Bolsonaro promete modificações nos livros didáticos em 2021
Imagem: Reprodução/Twitter

“Em 2021, todos os livros serão nossos. Feitos por nós. Os pais vão vibrar”, disse Bolsonaro.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, afirmou, nesta sexta-feira (3), que, por força da lei, não poderá mudar os livros didáticos em 2020.

Ao deixar o Palácio do Planalto, em Brasília, o chefe do Executivo disse que, a partir de 2021, essas publicações terão conteúdos novos, feitos por sua gestão:

“Tem livros que vamos ser obrigados a distribuir esse ano ainda levando-se em conta a sua feitura em anos anteriores. Tem que seguir a lei.”

Bolsonaro acrescentou:

“Em 2021, todos os livros serão nossos. Feitos por nós. Os pais vão vibrar. Vai estar lá a bandeira do Brasil na capa, vai ter lá o hino nacional. Os livros hoje em dia, como regra, é um amontoado… Muita coisa escrita, tem que suavizar aquilo.”

O presidente do Brasil acrescentou que os livros devem parar com conteúdos como a “historinha de ideologia de gênero” e ensinar “algo que vá ser útil”. 

Em seguida, segundo o jornal Gazeta do Povo, Bolsonaro voltou a criticar Paulo Freire:

“Falando em suavizar, estou vendo um cabeça branca ali, estudei com a cartilha Caminho Suave. Você não esquece. Não esse lixo que, como regra, está aí. Essa ideologia de Paulo Freire. O cara ficou 10 anos e a garotada de 15 anos foi fazer a prova do Pisa e mais da metade não sabe fazer uma regra de três simples.”

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email