Português   English   Español
Português   English   Español

Bolsonaro promove alterações na estrutura do cinema nacional

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Bolsonaro promove alterações na estrutura do cinema nacional

“Não posso admitir que, com dinheiro público, se façam filmes como o da Bruna Surfistinha”, afirmou Bolsonaro.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, assinou, nesta quinta-feira (18), um decreto para mudar o Conselho Superior do Cinema (CSC) do comando do Ministério da Cidadania para o da Casa Civil.

Formado atualmente por nove membros e nove suplentes, o CSC é responsável pela formulação da política nacional de audiovisual.

Entre as competências do conselho estão a formulação da política nacional do cinema e a definição do plano anual de investimentos do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA).

De acordo com a Secretaria-Geral da Presidência, “o objetivo da transferência do conselho é fortalecer a articulação e fomentar políticas públicas necessárias à implantação de empreendimentos estratégicos na formulação de diretrizes das ações governamentais relacionadas à área cinematográfica nacional”.

O presidente também disse que discutiu com o ministro da Cidadania, Osmar Terra, a transferência da Agência Nacional do Cinema (Ancine) do Rio de Janeiro para Brasília.

Sobre esta conversa com Terra, segundo O Globo, o chefe do Executivo afirmou:

“Agora há pouco, o Osmar Terra e eu fomos para um canto e nos acertamos. Não posso admitir que, com dinheiro público, se façam filmes como o da Bruna Surfistinha. Não dá. Não somos contra essa ou aquela opção, mas o ativismo não podemos permitir, em respeito às famílias.”

“Bruna Surfistinha”, de 2011, foi baseado no livro best-seller da garota de programa Rachel Pacheco, sobre sua história.

O filme foi aprovado em 2007 pelo Ministério da Cultura para captar verba por renúncia fiscal, informa o site G1.

Compartilhe...

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...