Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Bolsonaro quer excludente de ilicitude aprovado pelo Congresso

'Professor tem que ensinar, não doutrinar', diz Bolsonaro
COMPARTILHE

“Nós temos que dar garantia jurídica, retaguarda jurídica a esses militares das Forças Armadas que estão nessa missão”, diz Bolsonaro.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, afirmou, nesta quinta-feira (20), que, na volta do Carnaval, fará um pedido aos presidentes da Câmara, Rodrigo Maia, e do Senado, Davi Alcolumbre.

Bolsonaro pedirá aos parlamentares do DEM para que eles incluam na pauta do Congresso Nacional um projeto que concede excludente de ilicitude a militares que atuarem em ações de Garantia da Lei e da Ordem (GLO).

Ao assinar decreto que institui Garantia da Lei e da Ordem (GLO) no Ceará, Bolsonaro declarou:

“Deixo bem claro uma coisa, a gente precisa do Parlamento para que seja aprovado o excludente de ilicitude. Minha consciência fica pesada nesse momento porque tem muito jovem de 20 anos de idade que está na missão (da GLO). É uma missão que se aproxima a uma de guerra.”

E acrescentou:

“Depois, caso tenha qualquer problema, pode ser julgado por lei de paz. Então, nós temos que dar garantia jurídica, retaguarda jurídica a esses militares das Forças Armadas que estão nessa missão. É irresponsabilidade nós continuarmos fazendo essa operação sem dar essa garantia aos integrantes das Forças Armadas.”

O excedente de ilicitude anula a culpabilidade de condutas ilegais em determinadas circunstâncias.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários