Português   English   Español

Bolsonaro quer o fim da progressão de pena e ‘saidões’ de presos

Bolsonaro quer o fim da progressão de pena e 'saidões' de presos

O candidato do PSL, Jair Bolsonaro, disse no sábado (13) que, no que depender dele, e se o Congresso aprovar, não haverá mais progressão de pena nem saídas temporárias para presos.

Bolsonaro explicou o que pretende fazer para combater a violência.

O candidato do PSL explicou, segundo informações do G1:

A primeira é escalar o time, é dessa forma. A outra, um pacote de medidas para que nós possamos, num primeiro momento, diminuir a violência em nosso Brasil. Eu tenho uma máxima: eu não quero ninguém sofrendo, sendo torturado, passando necessidade numa cadeia. Mas, no que depender de mim, a polícia no encarceramento se fará presente.

E acrescentou:

E o conselho que eu dou agora para quem quer fazer a maldade, se não quiser ir para lá, não faça maldade. Passa por aí. O ser humano só respeita o que ele teme. E nós temos que mostrar para o ser humano que, se ele cometer um crime, ele vai pagar e, no que depender de mim também e do parlamento, obviamente, não teremos progressão de pena, muito menos ‘saidões’.

Deixe seu comentário

Veja também...