- PUBLICIDADE -

Bolsonaro quer simplificar prestação de contas de igrejas

'Chega de taxar os outros', afirma Bolsonaro

- PUBLICIDADE -

As igrejas têm imunidade tributária no Brasil. Bolsonaro quer simplificar prestação de contas.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, descartou a possibilidade de estabelecer taxas para igrejas e defendeu simplificar a prestação de contas de entidades religiosas.

A reforma tributária em discussão pelo governo sugere um tributo de ponta a ponta sobre quaisquer transações financeiras.

A ideia é que o imposto substitua a contribuição previdenciária sobre os salários, de modo que também fosse pago pelas igrejas, hoje isentas de tributação.

Em dia de encontro com integrantes da bancada evangélica, ao deixar o Palácio da Alvorada, nesta quarta-feira (7), Bolsonaro falou sobre o assunto:

“Tem uma dúvida muito grande da Constituição Federal quando fala de isenção de impostos. O assunto vem sendo discutido com vários setores. Essa que é a nossa intenção, discutir esse assunto.”

E, segundo o site Correio Braziliense, acrescentou:

“Se chegarmos a uma conclusão que tem amparo legal para você acabar com alguma taxa, então acaba. Agora, não queremos complicar. Não pode cada igreja ter um contador. Ninguém aguenta isso”

O chefe do Executivo afirmou que o assunto “vem sendo discutido com vários setores da sociedade”, e não apenas com os religiosos.

Questionado se quer facilitar a vida de pastores, ele afirmou que quer “fazer justiça para os pastores”.

PUBLICIDADE

- PUBLICIDADE -

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -