Bolsonaro quer vídeo desarmamentista de Alckmin fora do ar

Idiomas:

Português   English   Español
TARCISO MORAIS
TARCISO MORAIS
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

A campanha de Jair Bolsonaro (PSL) pedirá nessa sexta-feira (31) ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que seja retirada do ar a propaganda de Geraldo Alckmin (PSDB) que fala sobre problemas serem resolvidos a “bala”.

A inserção está sendo veiculada durante esta sexta-feira, primeiro dia de campanha na TV.

Com o mote “Não é na bala que se resolve”, a peça publicitária é inspirada em uma propaganda inglesa contra violência armada e mostra a imagem de uma bala que quase atinge a cabeça de uma criança.

A advogada Débora Guirra está trabalhando na minuta da representação. Ela destaca que, na visão da campanha de Jair Bolsonaro, a lei eleitoral foi infringida pelo uso de computação gráfica e pelo fato de o candidato tucano não ocupar 75% do tempo da propaganda.

A jurista declarou:

Vamos fazer a representação pedindo para retirar a propaganda do ar. Primeiro, porque usa computação gráfica e vários recursos de montagem que a lei proíbe. Está fora do que a lei estabelece. E o candidato, que deveria participar de 75% da propaganda, nem aparece.

 

Adaptado da fonte O Globo

Newsletter RENOVA

Receba diariamente as últimas notícias do Brasil e do Mundo.

Curta e compartilhe esta notícia

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on google
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário

Veja outras notícias em destaque