- PUBLICIDADE -

Bolsonaro reajusta discurso sobre retirar Brasil das Nações Unidas

- PUBLICIDADE -

Dois dias depois de ter afirmado que sairia da ONU caso fosse eleito presidente, o candidato do PSL, Jair Bolsonaro, disse ter cometido um ato falho em Resende, no Rio de Janeiro, no sábado (18).

Jair Bolsonaro declarou:

Em Resende eu não falei conselho, houve um ato falho meu e ai já se começou dizendo que eu sairia da ONU. Eu jamais pensaria em sair da ONU. É sair do conselho de direitos humanos da ONU.

Ao participar de uma cerimônia de cadetes da Aman (Academia Militar das Agulhas Negras), na cidade fluminense, o candidato se referiu como antro de comunistas.

“Não serve para nada essa instituição”, disse, ao criticar uma recomendação feita por um grupo de especialistas das Nações Unidas em favor do presidiário Lula.

Em conversa por telefone com o jornal “Folha de S. Paulo” nesta segunda-feira (20), o militar reformado disse que se referia, na verdade, ao comitê de direitos humanos apenas.

‘Eu vomitei aquilo sem falar de conselho de direitos humanos. Ai é onde houve uma falha minha’, explicou Bolsonaro.

Recentemente, Estados Unidos e Israel abandonaram este conselho da ONU em questão alegando um viés pró-Palestina.

 

Adaptado da fonte Folha
PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -