Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

Bolsonaro rebate acusações sobre aumento no fundo eleitoral

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Bolsonaro rebate acusações sobre aumento no fundo eleitoral
COMPARTILHE

“Um fake news, passível de até 8 anos de cadeia”, diz Bolsonaro sobre acusações acerca do fundão eleitoral.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, rebateu as críticas em relação ao aumento previsto para o fundo eleitoral do próximo ano, que tem tomado conta das discussões sobre a votação da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) no Congresso Nacional.

No Twitter, Bolsonaro diz que foi alvo de uma “fake news, passível de até 8 anos de cadeia” que o acusa de ter aumentado em R$ 800 milhões o “Fundo de Financiamento para as eleições de 2020, via PLOA”.

Segundo os documentos publicados por Bolsonaro, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) calculou em julho deste ano que a compensação fiscal que as emissoras de rádio e TV receberam pela divulgação da propaganda partidária de 2018 injetariam R$ 1,223 bilhão no fundo eleitoral de 2020.

Porém, de acordo com a Lei 13.487, que institui o Fundo Especial de Financiamento de Campanha (FEFC), também deve ser acrescido a esse valor 30% da programação orçamentária para emendas de bancada estadual de execução obrigatória e de despesas necessárias ao custeio de campanhas eleitorais, que corresponde ao valor de R$ 1,316 bilhão.

Dessa forma, o valor total daria algo em torno de R$ 2,5 bilhões. Confira abaixo os documentos publicados pelo chefe do Executivo no Twitter:

Também através da mesma rede social, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) diz que o presidente da República agiu de acordo com a lei que rege o fundo eleitoral, enviando ao Congresso a proposta orçamentária determinada pelo TSE.

“Quem diz que o PR deseja aumentar a verba para partidos políticos nas eleições é mal informado ou mau caráter”, escreveu Eduardo, que conversou com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, na última sexta-feira (30).

- PUBLICIDADE -
Error: Embedded data could not be displayed.
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM
Error: Embedded data could not be displayed.