Português   English   Español

Bolsonaro recusa qualquer apoio de grupos supremacistas

Bolsonaro recusa qualquer apoio de grupos supremacistas

O candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, procurou se distanciar das declarações feitas pelo norte-americano David Duke.

Na tarde desta terça-feira (16), a BBC Brasil divulgou uma matéria com declarações de David Duke, um conhecido membro do grupo racista Ku Klux Klan (KKK), em apoio ao presidenciável Jair Bolsonaro (PSL).

Assim como aconteceu nas eleições dos Estados Unidos, em 2016, a grande mídia do Brasil não perdeu tempo e tentou conectar Bolsonaro aos racistas do KKK, conforme noticiado pela Renova Mídia.

Através do seu perfil oficial no Twitter, o capitão reformado do Exército declarou repúdio a qualquer tipo de apoio oferecido por organizações supremacistas.

Bolsonaro também aproveitou para publicar a mesma mensagem acima em inglês, já que a informação da BBC Brasil deve circular em veículos da imprensa internacional.

I refuse any kind of support coming from supremacist groups. I suggest that, for consistency, they support my adversary the candidate of the left party, who loves to segregate the society! This is an offense with Brazilian, the most beautiful and mixed race people in the world.

Nas últimas semanas, o candidato do PSL vem aumentando o rimo de publicações em inglês nas redes sociais. A medida é uma estratégia para desfazer muitas mentiras contadas a seu respeito nos jornais ao redor do globo.

Deixe seu comentário

Veja também...