Português  English  Español

Apoie o jornalismo independente!

Bolsonaro sanciona lei criminalizando a calúnia com finalidade eleitoral

Bolsonaro sanciona lei criminalizando a calúnia com finalidade eleitoral
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Nova lei foi publicada no Diário Oficial da União. Trecho que previa punição para quem divulgasse o crime falsamente atribuído ao caluniado foi vetado.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, sancionou a lei que tipifica o crime de denunciação caluniosa com finalidade eleitoral.

A nova legislação, que altera o Código Eleitoral, foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta quarta-feira (5).

A lei prevê pena de prisão de 2 a 8 anos, além de multa, para quem acusar falsamente um candidato a cargo político com o objetivo de afetar a sua candidatura. A pena aumenta se o caluniador agir no anonimato ou com nome falso.

Bolsonaro vetou um dispositivo do texto que previa as mesmas penas para quem “divulga ou propala” o ato ou fato falsamente atribuído ao caluniado com finalidade eleitoral.

Hoje em dia, segundo o G1, a legislação eleitoral prevê detenção de até seis meses ou pagamento de multa para quem injuriar alguém na propaganda eleitoral, ou visando a fins de propaganda, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.

Compartilhe...

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on linkedin
LinkedIn

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...