PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Bolsonaro supera Geisel, Médici e Figueiredo em ministros militares

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

A exoneração de Gustavo Bebianno da Secretaria-Geral da Presidência reforçou a presença de militares no time ministerial do governo Bolsonaro.

Com a nomeação do general da reserva Floriano Peixoto para assumir a Secretaria-Geral da Presidência, o presidente Jair Bolsonaro ultrapassou João Figueiredo, Ernesto Geisel e Emílio Garrastazu Médici, presidentes durante o regime militar, com oito membros das Forças Armadas no governo.

Atualmente, os seguintes militares fazem parte do governo:

  • Marcos Pontes (Ciência e Tecnologia);
  • Augusto Heleno (GSI);
  • Fernando Azevedo e Silva (Defesa);
  • Carlos Alberto dos Santos Cruz (Secretaria de Governo);
  • Bento Costa Lima (Minas e Energia);
  • Wagner Rosário (AGU);
  • Tarcísio Gomes de Freitas (Infraestrutura);
  • Floriano Peixoto (Secretaria-Geral da Presidência).

Figueiredo, Geisel e Médici tinham na composição de seus ministérios sete nomes das Forças Armadas.

O número atingido nesta segunda-feira (18) após a exoneração de Gustavo Bebianno empata com o do governo Costa e Silva, mas ainda está atrás de Castelo Branco, com doze nomeações de militares na composição dos ministérios, informa a revista Veja.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Encontrou um erro?

Para comunicar um erro de português, de informação ou técnico, preencha o formulário abaixo.