Português   English   Español

Bolsonaro terá direito de resposta por causa da suástica fake?

Bolsonaro terá direito de resposta por causa da suástica fake?

Polícia Civil do Rio Grande do Sul determinou que os ferimentos semelhantes ao símbolo do nazismo no corpo da jovem gaúcha foram feitos em um caso de automutilação.

Nas redes sociais, a hashtag #SuásticaFake já se espalhou e é um dos assuntos mais comentados do Brasil no início da tarde desta quarta-feira (24), faltando quatro dias para a votação.

A Polícia Civil do Rio Grande do Sul concluiu que os cortes em forma de suástica feitos em uma jovem que disse ter sido atacada na rua, há duas semanas, em Porto Alegre, é um caso de “autolesão”.

A jovem será indiciada por falso testemunho, segundo informações do delegado Paulo Sérgio Jardim divulgadas quarta-feira (24).

O Antagonista levantou um questionamento interessante: Jair Bolsonaro (PSL) terá direito de resposta por causa da narrativa falsa do PT sobre este caso da suástica?

Na primeira propaganda eleitoral de Fernando Haddad (PT) no segundo turno, a apresentadora narrou que “nos últimos dias” multiplicaram-se os ataques “motivados pelo ódio de alguns seguidores do candidato Jair Bolsonaro”.

E acrescentou:

Diversas mulheres passaram a ser agredidas nas ruas do país. Uma jovem de 19 anos afirmou ter sido arrastada por três seguidores de Bolsonaro e teve uma suástica nazista entalhada no seu corpo com um canivete.

A propaganda exibiu a imagem da suástica entalhada, junto a uma manchete do UOL sobre o caso.

Agora que um laudo sugeriu automutilação da jovem, vai ter direito de resposta? Pedido de desculpas por repercutir “fake news”?

Nesta terça-feira (23), conforme noticiou a Renova Mídia, após chamar de torturador o general da reserva Hamilton Mourão, que é vice na chapa presidencial de Bolsonaro, o candidato do PT alegou que recebeu a informação falsa do cantor Geraldo Azevedo.

Deixe seu comentário

Veja também...