Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Bolsonaro volta a alertar sobre a cristofobia

Na ONU, Bolsonaro defende ‘combate à cristofobia’
COMPARTILHE

“Cem mil pessoas são executadas por ano em função da sua fé”, diz Bolsonaro.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, lamentou a morte da brasileira Simone Barreto Silva, 44 anos, em ataque terrorista na Basílica Notre-Dame de Assunção em Nice, na França.

Em live semanal nas redes sociais, nesta quinta-feira (29), Bolsonaro disse que o episódio foi mais um caso de “cristofobia, assunto que foi abordado por ele na última Assembleia-Geral das Nações Unidas (ONU):

“A gente lamenta. Estava lá rezando, entrou esse cara aqui, que detesta cristãos. Quando a gente fala em cristofobia, é isso. A gente lamenta a morte das três pessoas. Agora, isso aqui tem que ser combatido, e não é com florzinha não.”

O chefe do Executivo acrescentou:

“Quem não suporta a outra pessoa acreditar em Deus, pode até não acreditar, ninguém vai brigar contra quem é ateu aqui. Agora, chegar ao ponto de cometer essas atrocidades… Não é caso isolado não, em vários países do ano é uma constante. Cem mil pessoas são executadas por ano em função da sua fé, incluindo em países comunistas.”

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE