- PUBLICIDADE -

Bolsonaro volta a criticar medida de Witzel e Doria

‘Não vai haver tabelamento’, diz Bolsonaro

- PUBLICIDADE -

Bolsonaro disse que alguns governadores estão fazendo uma demagogia barata com as medidas contra a pandemia.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, voltou a criticar, nesta quarta-feira (25), os governadores, especialmente João Doria (São Paulo) e Wilson Witzel (Rio de Janeiro).

Ao deixar o Palácio da Alvorada, em Brasília, sem citá-los nominalmente, Bolsonaro disse que alguns poucos governadores estão fazem um “crime” e “arrebentando com o Brasil”:

“O que estão fazendo no Brasil, um poucos governadores e prefeitos, é um crime, eles estão arrebentando com o Brasil, destruindo empregos. O que eles falam que a economia é menos importante que a vida, cara pálida, não dissociem uma coisa da outra. Sem produção, vamos viver do quê?”

Bolsonaro completou:

“Governadores, alguns poucos e não todos, em especial Rio e São Paulo, estão fazendo demagogia barata em cima disso, se colocando como Messias, que vão salvar o Brasil do caos. Não é esse o caminho que o Brasil deve seguir.”

Bolsonaro disse ainda que não está preocupado com a sua popularidade com a postura:

“Não estou preocupado com a minha popularidade. Nós temos que tomar decisões neste momento difíceis. Não é eu procurar a mídia e ter um discurso de calamidade, histeria.”

PUBLICIDADE

- PUBLICIDADE -

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -