Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Bolsonaro volta a defender desenvolvimento em terras indígenas

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Bolsonaro volta a defender desenvolvimento em terras indígenas

“O índio não pode continuar sendo pobre em cima de terra rica”, disse o presidente Bolsonaro.

Em uma transmissão ao vivo em sua página no Facebook, nesta quarta-feira (17), o presidente da República, Jair Bolsonaro, defendeu a possibilidade de comunidades indígenas desenvolverem atividades de mineração e agropecuária em seus territórios.

Bolsonaro reforçou que, caso as comunidades indígenas tenham interesse, devem ter liberdade para produzir e obter recursos minerais no território:

“O que nós pudermos fazer para que vocês tenham autonomia sobre todo o perímetro geográfico de vocês, nós faremos.”

O presidente acrescentou:

“Em Roraima, tem trilhões de reais embaixo da terra. E o índio tem o direito de explorar isso de forma racional, obviamente. O índio não pode continuar sendo pobre em cima de terra rica.”

As declarações de Bolsonaro foram feitas ao lado de um grupo de indígenas das etnias Parecis (Mato Grosso), Macuxi (Roraima), Xucuru (Pernambuco) e Yanomamis (Amazonas/Roraima), que reivindicam o direito de explorar as reservas tradicionais.

O secretário de Assuntos Fundiários do governo, Naban Garcia, foi o responsável por organizar o encontro. O senador Chico Rodrigues (DEM-RR) também participou da transmissão live no Facebook.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Comentários

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Outras Notícias