Bombeiros podem pegar 20 anos de prisão por piada com Maduro

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Juiz da Venezuela ordenou prisão de dois bombeiros para julgamento por acusações de violação de uma lei contra o incentivo ao ódio aprovada no ano passado.

Dois bombeiros venezuelanos que fizeram um vídeo viral que retrata o ditador Nicolás Maduro como um burro foram detidos na semana passada.

Eles tiveram prisão preventiva decretada no domingo (15) e serão julgados por incitação ao ódio por causa da piada. Os bombeiros podem passar até 20 anos na prisão se forem condenados, disseram grupos de direitos humanos.

Ricardo Prieto, de 41 anos, e Carlos Varón, de 45, foram detidos por autoridades de contrainteligência militar na quarta-feira no quartel em que trabalhavam no oeste do Estado de Mérida.

A dupla compareceu no domingo diante do juiz Carlos Márquez, que ordenou que fossem presos para serem julgados por acusações de violação de uma lei contra o incentivo ao ódio que foi aprovada no ano passado.

Opositores de Maduro, líder de esquerda que o culpam pelo colapso econômico da Venezuela, o vêm chamando há tempos de “Maburro”.

 

Adaptado da fonte Estadão

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.