- PUBLICIDADE -

Bono condena protestos da direita alemã contra Angela Merkel

- PUBLICIDADE -

Durante show em Berlim, o vocalista do U2 criticou os protestos da direita no leste da Alemanha contra a política de fronteiras abertas da chanceler Angela Merkel.

“Essas pessoas não pertencem à Europa e a este país”, afirmou o cantor da banda de rock irlandesa U2.

A cidade de Chemnitz tem vivido desde o último fim de semana sob um clima de crescente tensão, após seguidas manifestações no centro da cidade, convocadas por grupos de direita.

Os protestos na Alemanha explodiram após o assassinato de um cidadão alemão por dois imigrantes ilegais. Milhares de manifestantes saíram às ruas pedindo o fim da política migratória de fronteiras abertas.

Novos atos foram agendados para este sábado (01).

Já pela manhã, centenas de pessoas se aglomeraram no centro da cidade, respondendo à convocação de grupos de esquerda e partidos políticos para eventos de protesto contra xenofobia e racismo.

O movimento populista de direita Pro Chemnitz convocou uma manifestação para a tarde, a ser seguida por uma passeata conjunta do partido populista de direita AfD e do movimento anti-islâmico Pegida.

Adaptado da fonte DW
PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -