Português   English   Español
Português   English   Español

Braço direito de Guaidó faz greve de fome em prisão na Venezuela

Braço direito de Guaido faz greve de fome em prisao na Venezuela
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Segundo a ONG local de direitos humanos Foro Penal, há 589 “presos políticos” na Venezuela, embora Maduro desconheça esta qualificação.

O vice-presidente do Parlamento da Venezuela, Edgar Zambrano, completou nove dias em greve de fome, segundo denúncia feita nesta quinta-feira (18) pelo presidente interino Juan Guaidó.

Detido em 8 de maio por apoiar um motim contra o ditador Nicolás Maduro, Zambrano “completa nove dias em greve pelos direitos de todos os venezuelanos, de seus companheiros sequestrados com ele e de todos os presos políticos”, disse Guaidó em sua conta no Twitter.

Guaidó, no entanto, não detalhou o estado de saúde do deputado, limitando-se a indicar que “sua luta […] não descansa”.

O Tribunal Supremo de Justiça (TSJ), totalmente controlado pelo chavismo, abriu processo penais contra Zambrano e outros 14 legisladores pelo levante frustrado liderado por Guaidó.

Após as acusações do regime Maduro, outros legisladores se refugiaram em sedes diplomáticas, fugiram para o exterior ou passaram à clandestinidade, informa a revista Veja.

Compartilhe...

Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram
Share on reddit
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...