Português   English   Español

Braço uruguaio da Lava Jato prende quatro brasileiros envolvidos com doleiros

Quatro cidadãos brasileiros investigados pela Operação Lava Jato foram presos nesta quinta-feira (3) no Uruguai.

As informações são do Gabinete do Procurador Geral do Uruguai. O quarteto deve ser extraditado para o Brasil a pedido da Justiça.

O comunicado assinado pelo procurador-geral Jorge Díaz informa:

A Procuradoria Geral relata que, na manhã de quinta-feira, quatro cidadãos brasileiros que são investigados pela Justiça naquele país no âmbito da Lava Jato foram presos em Montevidéu.

O Ministério Público uruguaio garante que o contato com o seu homólogo no Brasil por esta investigação começou há mais de 15 dias e na segunda-feira (30) chegou ao Uruguai um “alerta vermelho” da Interpol para realizar as prisões, que foram realizadas na manhã de quinta-feira em um operação coordenada entre os dois países.

De acordo com informações da Sputnik:

As prisões fazem parte de uma investigação derivada da Operação Lava Jato, chamada Câmbio, Desligo, com o objetivo principal de capturar Dário Messer, considerado um dos mais influentes doleiros do Brasil, e ao qual a imprensa liga a nomes como o presidente do Paraguai, Horacio Cartes.

A Polícia Federal brasileira disse em um comunicado que a organização criminosa foi desarticulada especializada em crimes financeiros e evasão fiscal, e tinha uma “estrutura complexa de lavagem de dinheiro e ocultação de moeda”.

De acordo com as autoridades brasileiras, a trama envolvia 3.000 empresas em 52 países, que vieram para mover R$ 5,6 bilhões.

Deixe seu comentário

Veja também...