- PUBLICIDADE -

Brasil acusa relatores da ONU de usar pandemia pra ‘avançar agenda’

ONU pede ao Brasil explicações sobre reforma de órgão antitortura
- PUBLICIDADE -

“Não é o tempo para que relatores tentem usar a pandemia e a tragédia de famílias para fazer avançar suas agendas”, disse a embaixadora.

Maria Nazareth, chefe da Delegação Permanente do Brasil em Genebra, acusou os relatores de conselhos da Organização das Nações Unidas (ONU) de usar a pandemia do coronavírus para “avançar agendas”. 

Durante reunião virtual do Conselho de Direitos Humanos da ONU, nesta quinta-feira (30), a diplomata brasileira declarou:

“Estamos confrontando a tarefa de defender renda e vidas. Essa é a crise mais desafiadora de nossa história recente. Esse é o momento de cooperação. Não competição. Não é tempo de confrontação. Mas sim de conforto.”

Segundo o portal UOL, a embaixadora acrescentou:

“Não é o tempo para que relatores tentem usar a pandemia e a tragédia de famílias para fazer avançar suas agendas.”

Maria Nazareth disse que um comunicado recente emitido pelos relatores contra o Brasil não condiz “nem com a realidade, muito menos com os fatos”:

“Sempre que alguns relatores fazem algo assim, com comunicados de imprensa com alegações sem base, eles não estão trabalhando para proteger as vítimas de violações de direitos humanos, que devem ser o único objetivo.”

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -