Brasil amplia fiscalização para conter desmatamento na Amazônia

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Mourão disse que a “turma que quer cometer” desmatamento está se aproveitando do coronavírus.

O governo Jair Bolsonaro planeja aumentar a fiscalização da Floresta Amazônica para conter o salto de 51% no desmatamento durante o primeiro trimestre do ano.

O vice-presidente Hamilton Mourão, que lidera o Conselho da Amazônia, disse que enviará sexta-feira (17) um plano ao presidente Bolsonaro com “ações repressivas” para conter o desmatamento.

Durante uma live no jornal Estadão, nesta terça-feira (14), Mourão declarou:

“Vamos entrar em campo aumentando a capacidade de repressão, vamos atuar com força nas áreas onde o desmatamento está crescendo.”

De acordo com o general, o desmatamento acelerou mais recentemente, quando o país concentrou seus esforços no combate à pandemia do novo coronavírus.

Mourão completou:

“Vimos que todos os esforços estariam direcionados para o enfrentamento pandemia e, quando correm para um lado, a turma que quer cometer ilegalidades se aproveita.”

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.