Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Brasil amplia uso de tecnologia na fruticultura do Nordeste

Brasil amplia uso de tecnologia na fruticultura do Nordeste
COMPARTILHE

Governo quer fomentar a criação de startups focadas na expansão da produtividade na região.

O governo Jair Bolsonaro investirá R$ 1,3 milhão num projeto-piloto para fomentar o uso de tecnologia na produção de frutas na região Nordeste.  

Batizada de AgritechNE, a iniciativa do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) vai mapear necessidades dos produtores locais, promover capacitação sobre o uso das tecnologias da informação e comunicação (TIC), disponibilizar uma plataforma on-line para a promoção de negócios e fomentar a criação de startups agrícolas (agritechs) que trabalhem com ferramentas voltadas a expandir a produtividade dos fruticultores. 

 O projeto ainda integra as ações da Rota TIC, que tem o objetivo de apoiar a estruturação de Polos de Desenvolvimento Regional associados ao setor de tecnologia da informação e comunicação como forma de alavancar o desenvolvimento de cadeias produtivas regionais.  

O especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental do MDR, Vitarque Coelho, declarou: 

“Este é um projeto estratégico do MDR, o primeiro passo para a integração do setor de TIC como motor de desenvolvimento regional.” 

E acrescentou: 

“Esperamos que essa iniciativa possa servir de base para ampliar as ações também para outros polos no Nordeste.” 

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
1 Comentário
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários
SeiCOMCERTEZA
SeiCOMCERTEZA
25 dias atrás

Parabéns! Segue algo do modelo de Israel?
ISSO A “GRANDE MÍDIA” tb não vai mostrar, infelizmente.