Brasil avalia retaliar União Europeia com taxa no leite

Idiomas:

Português   English   Español
Brasil avalia retaliar União Europeia com taxa no leite
TARCISO MORAIS
TARCISO MORAIS
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

O governo do presidente Jair Bolsonaro avalia aumentar a tarifa de importação de leite como uma das medidas de retaliação às barreiras impostas pela União Europeia ao aço brasileiro.

A medida seria uma forma de compensar os produtores rurais depois de, na semana passada, o Ministério da Economia suspender a cobrança de uma sobretaxa de 14% sobre importações de leite em pó.

A equipe do ministro da Economia, Paulo Guedes, entende que não é possível simplesmente aumentar a alíquota do imposto, porque se trata de uma tarifa comum do Mercosul e o aumento teria de ser negociado no bloco.

Assim, a saída para atender à Frente Parlamentar Agropecuária (FPA) seria se valer de um dispositivo permitido pela Organização Mundial de Comércio (OMC).

Nas próximas semanas, o governo de Jair Bolsonaro pretende solicitar compensações à União Europeia pelas barreiras que o bloco impôs ao aço no início do ano, segundo o jornal Estadão.

A medida atingiu vários países e o pedido de compensação é previsto nas regras da OMC.

A equipe econômica avalia que poderá pedir compensações de US$ 230 milhões, ou seja, solicitando que União Europeia baixe tarifas impostas aos produtos brasileiros ou aumentar as tarifas de importação de produtos europeus neste mesmo montante.

Newsletter RENOVA

Receba diariamente as principais notícias do Brasil e do Mundo.

Curta e compartilhe esta notícia

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on google
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário

Veja outras notícias em destaque