Português   English   Español
Português   English   Español

Brasil corre para fechar acordo com EUA sobre base de Alcântara

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

O objetivo do acordo do governo de Michel Temer é viabilizar o uso comercial do Centro de Lançamento de Alcântara (CLA), no litoral do Maranhão.

Em outras palavras, o país pretende gerar recursos alugando a base para países e empresas colocarem seus satélites em órbita. O CLA pertence ao Estado brasileiro e é gerido pela Aeronáutica.

O local é considerado uma das melhores zonas de lançamento do mundo, já que sua localização muito próxima da Linha do Equador permite uma economia de cerca de 30% no combustível necessário para essas operações.

O Brasil, no entanto, nunca conseguiu por meios próprios realizar lançamentos para colocar satélites em órbita. Já uma parceria com a Ucrânia consumiu desde 2007 R$ 480 milhões sem alcançar seu objetivo.

Um primeiro acordo de salvaguarda, cujo objetivo é evitar que a tecnologia de um país seja roubada por terceiros, foi firmado com os Estados Unidos em 2000, mas a iniciativa não foi pra frente devido às acusações de ameaça à soberania nacional.

O governo negocia agora um texto mais palatável que possa superar as resistências políticas, já que o acordo só entrará em vigor se aprovado no Congresso Nacional.

O Brasil enviou uma sugestão para os EUA em 2017 e recebeu uma contraproposta em maio. Agora, diversos órgãos como Itamaraty, Agência Espacial Brasileira e Aeronáutica trabalham em uma nova versão. Há expectativa de um acordo final ainda neste ano.

 

Adaptado da fonte BBC

Compartilhe...

Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram
Share on reddit
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...

Curta a RENOVA!