PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Brasil cria centro de pesquisa em transporte ferroviário

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

O centro deverá estar funcionando em aproximadamente um ano.

PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

O setor de transporte ferroviário terá um polo de inovação destinado ao desenvolvimento de pesquisas e projetos para expansão do modal no Brasil.

O projeto foi iniciado na última quinta-feira (15), com o lançamento do Centro de Excelência em Tecnologia Ferroviária (CETF), que será instalado em Anápolis, em Goiás.

Um protocolo de intenções foi assinado pelo ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, e pelo governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM).

O texto prevê a cessão de um local pelo governo goiano e o apoio técnico e acadêmico para a execução das atividades por parte do Executivo federal.

A sede escolhida foi o Centro de Convenções de Anápolis, que fica às margens da rodovia BR-060

O município tem uma posição central privilegiada, com o entroncamento de duas malhas ferroviárias: o tramo central da Ferrovia Norte-Sul e a Ferrovia Centro-Atlântica.

Durante o evento de assinatura do protocolo, Freitas declarou:

“Se a gente vai ter um impulso no setor ferroviário é necessário que também tenhamos um crescimento em termos de pesquisa ferroviária. Como estamos fazendo concessões ferroviárias, nós alocamos um recurso de desenvolvimento tecnológico em cada uma das concessões e a ideia é ter um local destinado à pesquisa.”

O CETF será constituído com recursos administrados pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). 

A pasta informou que o centro deverá estar funcionando em aproximadamente um ano.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Encontrou um erro?

Para comunicar um erro de português, de informação ou técnico, preencha o formulário abaixo.