- PUBLICIDADE -

Brasil critica Nicarágua pela falta de explicações sobre morte de Raynéia

- PUBLICIDADE -

Segundo o ministro das Relações Internacionais, Aloysio Nunes, o governo da Nicarágua afirmou que um segurança particular matou a universitária Raynéia Gabrielle Lima.

O chanceler Aloysio Nunes criticou o regime da Nicarágua pela demora em apresentar explicações detalhadas sobre a execução da estudante brasileira Raynéia Gabrielle Lima, 31.

“As informações que foram prestadas até agora são extremamente insuficientes”, disse Nunes nesta sexta-feira (27) em entrevista durante a décima cúpula do Brics.

O ministro Aloysio Nunes afirmou:

O governo Nicarágua diz que foi um guarda de segurança particular. Mas quem foi? Qual é o calibre da arma? Em que circunstância isso ocorreu? Não houve até agora um esclarecimento e nós vamos insistir porque isso nos parece absolutamente inaceitável.

Após o crime, o governo convocou para prestar esclarecimentos a embaixadora da Nicarágua no Brasil, Lorenza Martinez, e chamou de volta ao país o embaixador brasileiro em Manágua, Luis Cláudio Villafañe.

 

Adaptado da fonte Gazeta do Povo
PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -