Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Brasil culpa Maduro por protestos contra presidente do Equador

Brasil culpa Maduro por protestos contra presidente do Equador
COMPARTILHE

Argentina, Brasil, Colômbia, El Salvador, Guatemala, Paraguai e Peru expressam seu repúdio à qualquer tentativa de desestabilizar o governo do Equador.

Em nota à imprensa nesta terça-feira (8), o Ministério das Relações Exteriores acusou o ditador venezuelano Nicolás Maduro de estar por trás dos protestos contra o presidente do Equador, Lenín Moreno.

De acordo com o Itamaraty, Maduro é o líder de um governo “nefasto” que tenta desestabilizar “nossas democracias” na América Latina.

Além do Brasil, a nota foi subscrita por Argentina, Colômbia, El Salvador, Guatemala, Paraguai e Peru, informa o site UOL.

Leia a íntegra da nota divulgada pelo Itamaraty:

“Diante dos eventos de alteração da ordem pública ocorridos nos últimos dias na república-irmã do Equador, os governos da Argentina, Brasil, Colômbia, El Salvador, Guatemala, Paraguai e Peru expressam seu repúdio à qualquer tentativa de desestabilizar os regimes democráticos legitimamente constituídos, e expressam seu forte apoio às ações empreendidas pelo Presidente Lenin Moreno para recuperar a paz, a institucionalidade e a ordem, utilizando os instrumentos concedidos pela constituição e pela lei, assim como ele vem fazendo.

Da mesma forma, rejeitam qualquer ação destinada a desestabilizar nossas democracias por parte do regime de Nicolás Maduro e daqueles que buscam estender as diretrizes de seu governo nefasto aos países democráticos da região.”

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários