Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Brasil desconvida representante de Guaidó para evento com Bolsonaro

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Brasil desconvida representante de Guaidó para evento com Bolsonaro

Belandria foi indicada no mês de fevereiro para atuar como embaixadora de Guaidó no Brasil.

O Ministério das Relações Exteriores desconvidou a representante no Brasil do presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó, para a cerimônia de entrega de cartas credenciais ao presidente Jair Bolsonaro na próxima semana.

Segundo a Gazeta do Povo, a ala militar do governo avalia que a participação na cerimônia de uma liderança da oposição ao regime chavista seria uma “provocação desnecessária” ao ditador Nicolás Maduro.

María Teresa Belandria foi indicada no mês de fevereiro para atuar como embaixadora de Guaidó no Brasil.

Ela também havia sido convidada a entregar suas credenciais a Bolsonaro no dia 4 de junho, quando o presidente recepcionará novos embaixadores de sete países: México, Colômbia, Paraguai, Arábia Saudita, Peru, Guiné e Indonésia.

Além das questões práticas, há um cálculo político por trás do veto a Belandria. Os militares avaliam que a insurreição liderada por Guaidó em 30 de abril não foi bem-sucedida e enfraqueceu sua posição.

Embora os conselheiros militares de Bolsonaro desejem uma mudança de governo na Venezuela, eles consideram que, ao menos no curto prazo, o mais provável é que Maduro continue no poder.

Sendo assim, ainda de acordo com o jornal, os militares entendem que o país precisa preservar alguma interlocução com os chavistas.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email