Brasil deve reduzir intervalo entre doses da Pfizer para 21 dias

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Intervalo entre doses da Pfizer deve reduzir para 21 dias, diz Queiroga.

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, está estudando a possibilidade de reduzir o intervalo de aplicação entre as duas doses da Pfizer, que atualmente é de 90 dias. 

A perspectiva é que os imunizados recebam o reforço do imunizante com 21 dias — intervalo que está previsto na bula da vacina. 

Já o período de 3 meses foi adotado pelo Ministério da Saúde como estratégia para imunizar um maior número de brasileiros com a 1° dose.

Queiroga disse que a decisão caberá aos técnicos e coordenadores do Programa Nacional de Vacinação (PNI).

De acordo com o ministro, os estudos para redução do intervalo da Pfizer já está em debate avançado no PNI.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.