Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

Brasil e EUA celebram parceria contra crime organizado

Tarciso Morais

Tarciso Morais

EUA vão financiar projetos de ensino de inglês no Brasil
COMPARTILHE

Fuminho já constava da lista de procurados divulgada pelo Ministério da Justiça e estava foragido há mais de 20 anos. 

Os governos do Brasil e dos Estados Unidos celebraram, nesta segunda-feira (20), a cooperação entre as duas nações no combate ao crime organizado.

A parceria entre os países, com a participação do governo de Moçambique, levou à prisão de Gilberto Aparecido dos Santos, apelidado de “Fuminho”, 

Integrante do Primeiro Comando da Capital (PCC), Fuminho estava foragido da justiça brasileira. 

Em nota conjunta dos ministérios da Defesa, Justiça e Relações Exteriores, publicada nesta segunda-feira (20), o governo Jair Bolsonaro agradeceu aos EUA, por meio da “Drug Enforcement Administration” (DEA), e a Moçambique.

O DEA já monitorava os passos de Fuminho na Bolívia e havia articulado uma operação para prendê-lo no ano passado, mas o plano foi considerado arriscado demais, pois o traficante tinha forte proteção armada no país, destaca o portal R7.

Em mensagem no Twitter, a Embaixada dos EUA no Brasil celebrou a operação “Trabalhando juntos contra o crime organizado”, escreveu.

A captura do criminoso também foi celebrada pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, como noticiou a RENOVA.

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM