Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

Brasil e EUA não reconhecem eleição do Parlamento da Venezuela

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Araújo reforça soberania do Brasil na Amazônia em visita aos EUA
COMPARTILHE

Chanceler disse que o Brasil “não reconhecerá qualquer resultado dessa violência e afronta à democracia”.

Ernesto Araújo, ministro das Relações Exteriores, afirmou, neste domingo (5), que o Brasil não reconhecerá o resultado das eleições para a Assembleia Nacional da Venezuela

Em seu perfil oficial do Twitter, ao compartilhar um vídeo de membros da Guarda Nacional Bolivariana proibindo a entrada de deputados opositores no Parlamento, Araújo disse que o governo Jair Bolsonaro “não reconhecerá qualquer resultado dessa violência e afronta à democracia”.

Apesar das denúncias de “golpe” da oposição, o deputado Luis Parra, alinhado à ditadura de Nicolás Maduro, venceu o pleito e se tornou o novo chefe do Congresso do país.

Além do Brasil, os Estados Unidos também questionaram a votação que elegeu Parra. 

Michael Kozak, subsecretário norte-americano para a América Latina, classificou a eleição como uma “farsa” e disse que os EUA continuarão a apoiar Juan Guaidó como presidente interino da Venezuela.

“Guaidó segue sendo o presidente interino da Venezuela sob a Constituição. A sessão falsa da Assembleia Nacional nesta manhã careceu de quórum legal. Não houve votação”, escreveu Kozak.

- PUBLICIDADE -
Error: Embedded data could not be displayed.
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM
Error: Embedded data could not be displayed.